Páginas

17 novembro, 2014

3 estatísticas reveladoras das pessoas que moram sozinhas


É muito comum as pessoas saírem da casa dos seus pais e morarem sozinhos. Principalmente nas "cidades grandes" de maior número de comércios e por consequência, de pessoas ou vice-versa. Se tem de tudo, o lado bom e ruim é bem explorado. Por causa do crescimento desse modo de moradia, se tem algumas estatísticas que especificam vários aspectos dessas pessoas e assuntos sobre. Muitos dessas eu desconhecia e jurava fosse justamente o contrário do que apresentou. Por isso separei 3 delas que bem interessantes. Para quem vai ou está morando sozinho. Como: Quanto "em média" existe no Brasil de moradores solitários? Quais cidades/regiões tem maior concentração? Qual é a idade que mais vive desse modo? 

Aumento crescente de pessoas que moram só

A população do Brasil cresce a cada dia, como muitas optam por morarem sozinhas, cada vez mais casas ficam com menos pessoas em seu domicilio. Entre 2009 e 2011: diminui-o o número de pessoas por casa. Passando do 3,3 para 3,2 morados. 
De acordo com a PNAD, de 2009 para 2011 mais de 7, milhões de brasileiros moram sozinhos. Teve aumento percentual de o, 7%. 

Esses números não são fundados em visão de 2014, mas visão uma crescente rápida para futuros anos. Este é o último censo feito como o tema. 


Estados onde mais e menos pessoas moram sozinhas


Mais moram
  1. Rio de Janeiro: 15,6%
  2. Rio Grande do Sul: 15,2%
  3. Mato Grosso do Sul: 13,2%
  4. Goiás: 13, 2%
  5. Minas Gerais: 13%
Menos moram

  1. Amazonas: 8%
  2. Maranhão: 8,1%
  3. Pará: 8,3
  4. Piauí: 9%
  5. Amapá: 9,2%

A região onde mais se concentra é a Sudeste. Que apresenta proporção de 13,1% de moradores. Onde tem menor concentração é na região Nordeste. Que tem um certo "costume" de pessoas de uma mesma família se aglomerarem/viverem numa mesma casa. Seja rica, médio ou pobre financeiramente. 

Fonte original IBGE, e fonte retirados números retirados, aqui


Idade mais comum

A população mais velha continua (como eu não sabia) - 40% tem mais de 60 anos. A população mais velha está mais independente, mais inserida no trabalho de mercado e não descartada para a vinda dos jovens. Dessa forma: Se aproveita ideias criativas e habilidades dos jovens e o conhecimentos e experiência dos mais velhos. Estes mais velhos tem deixado lentamente a aparência de frágeis e descartáveis da sociedade.

O pensamento da sociedade mudou também. Antes se achava que a mulher que morava sozinha era vista como encalhada ou mal-amada. Tudo prova que as coisas andam para frente, ao contrários que muita gente abre a boca pra falar que o Brasil só anda para trás. Pense antes de falar!